Lento Crepúsculo

(2018)

PINACOTECA RUBEN BERTA (Rua Duque de Caxias, 973)
abertura: 04 dez 2018, às 18h30
visitação: até 13 jan 2019 (seg a sex, das 10h às 18h, último acesso 17h30)

Utilizando como ponto de partida o conceito de abundância, a exposição coletiva apresenta obras que abordam a dimensão do termo e que exploram os seus possíveis transbordamentos: de informações, de discursos, de crises, de sentimentos, e até mesmo o reflexo disso no meio-ambiente. O “lento crepúsculo” foi como o escritor argentino Jorge Luis Borges nomeou o seu longo processo de perda da visão. Para nós, cabe investigar a metáfora por trás dessa cegueira lenta e gradual, e dos riscos de ignorar as pressões e os excessos do mundo. Integram a mostra: fotografias, vídeos, livros de artista, obras gráficas e objetos, além de pinturas, que problematizam a questão da abundância no universo das artes visuais.

A exposição "Lento Crepúsculo" ocorre em dois espaços simultaneamente: Pinacoteca Ruben Berta (abertura dia 04 de dezembro) e Paço Municipal (abertura dia 06 de dezembro). O encerramento da exposição, nos dois lugares, ocorrerá no dia 13 de janeiro.

Artistas:

Aleta Valente
André Severo
Andressa Cantergiani
Berna Reale
Bill Maynard
Carlos Krauz
Carmela Gross
Coletivo Habitantes
Giselle Beiguelman
Guilherme Dable
Intransferível
Ivan Grilo
Letícia Arais Lopes
Marion Velasco e Adauany Zimovski
Martin Dahlström Heuser
Leopoldo Plentz
Nicolas Maigret
Regina Silveira
Romy Pocz
Talita Menezes
Tyrell Spencer

Curadoria de Chico Soll, Fernanda Medeiros e Gabriel Cevallos.